Calculando a taxa de fluxo da bomba pneumática de diafragma

A taxa de fluxo corresponde ao volume de fluido que pode ser transportado dentro de um determinado período. Para obter a eficiência máxima da sua bomba pneumática de diafragma, é necessário conhecer a vazão do equipamento, que vai te ajudar a:

· Saber se a bomba está sendo eficiente;
· Determinar qual a bomba correta para a sua necessidade;
· Calcular a eficiência com base na economia de custos.

Para obter uma taxa de fluxo maior, é necessário contar com uma bomba maior. Quanto maior for o fluxo da bomba, mais rápida será a sua operação e a sua produtividade. Dessa forma, a empresa poderá atender a uma demanda ainda maior e com mais agilidade. Uma bomba eficiente garante uma maior lucratividade e contribui para o crescimento do negócio.

Cálculo da taxa de fluxo

Com relação à bomba pneumática de diafragma, existem dois tipos de fluxo que precisam ser mensurados:

· Fluido total que passou por um sensor;
· Dados baseados em tempo, como galões ou litros por minutos.

Dessa forma, determinado o tipo de fluxo que será medido, existem diversas ferramentas e acessórios que podem contribuir para essa medição, como o medidor eletromagnético, ultrassônico, de turbina ou magnético. Caso o seu sistema não conte com um acessório, existem outras formas de determinar isso.

O primeiro passo é descobrir quantos golpes a bomba realiza por minuto, e isso pode ser feito com a ajuda de aplicativos que rastreiam a contagem ou até mesmo de forma manual. Com essa informação, você deve consultar a folha de informações da bomba, como a seguir:

 

calculando-a-taxa-de-fluxo-da-bomba-pneumtica-de-diafragma

Acima da curva de fluxo, você pode observar o deslocamento por curso, que é de 0,49 gal. (1,85 L).

 

calculando-a-taxa-de-fluxo-da-bomba-pneumtica-de-diafragma1

O curso se refere ao deslocamento do conjunto do diafragma ao evacuar o fluido para fora da câmara. Um ciclo corresponde a dois cursos, um em cada lado da câmara, de forma que, para obter o gpm da bomba, é necessário multiplicar o número de cursos pelo deslocamento por curso.

Para controlar as taxas de fluxo de zero ao fluxo máximo, basta aumentar ou diminuir o fluxo de ar ou pressão da bomba. Nas bombas pneumáticas de diafragma, o padrão de proporção 1:1 pode produzir pressões de até 125 psi (8,6 bar). Com taxas de fluxo de até 280 gpm (1.060 lpm), esse equipamento pode fornecer uma grande variedade de fluxos sem a necessidade de controles sofisticados e caros.

As bombas especiais, como unidades de alta pressão 2:1 , são capazes de produzir pressões de até 240 psi (16,5 bar). Essas unidades de alta pressão são geralmente usadas em aplicações que exigem maior força.

A importância do dimensionamento da bomba pneumática de diafragma

Para garantir mais eficiência e aumentar a vida útil da sua bomba, você pode aumentar o tamanho da porta, se possível. O dimensionamento correto no momento de escolher a sua bomba é um dos fatores mais importantes.

Por exemplo, se você deseja mover 40 gpm (151 lpm) com 10 pés (3 metros) de altura com uma bomba de 1 polegada, a maioria dos fabricantes do mercado só consegue atingir essa vazão bombeando água. Infelizmente, seria necessário fazer com que a bomba trabalhe muito perto de sua capacidade máxima e taxa de curso, proporcionando um maior desgaste e diminuindo a eficiência da bomba.
Ao dimensionar uma bomba maior, você pode operar a bomba em uma velocidade reduzida (com cursos reduzidos por minuto), o que irá prolongar a vida útil da bomba e aumentará a sua eficiência.

 

 

 

3-coisas-que-devem-ser-consideradas-na-compra-da-sua-bomba-pneumtica-de-diafragma