Problemas comuns na manutenção de bombas pneumáticas de diafragma e como corrigi-los

Problemas comuns na manutenção de bombas pneumáticas de diafragma e como corrigi-los

 

Os gestores responsáveis pela manutenção de equipamentos, sabem como é importante garantir que todo o maquinário funcione adequadamente, de forma a garantir a produtividade e eficiência dentro da fábrica. É muito importante reduzir o tempo de inatividade e manter tudo funcionando sem problemas.

 

Embora sejam equipamentos extremamente versáteis e confiáveis, as bombas pneumáticas de diafragma também precisam de manutenção periódica de forma que continuem entregando a mesma eficiência e confiabilidade. Além disso, a manutenção correta também ajuda a aumentar a vida útil da bomba, contribuindo diretamente para a rentabilidade e saúde financeira da indústria.

 

Quando a bomba sofre alguma parada inesperada, todo o processo produtivo pode ser impactado, gerando um grande prejuízo para a indústria. O primeiro passo é identificar se o problema está na extremidade do ar (válvula de ar principal/válvula piloto) ou na extremidade úmida (esferas, diafragmas, assentos). Definido onde está o problema, a manutenção pode ser iniciada.

 

Extremidade do ar

 

Caso seja determinado que o problema está na extremidade do ar, a manutenção deve acontecer no conjunto da válvula piloto e da válvula de ar principal. Uma das principais causas de problemas nestes componentes é a circulação de ar sujo. Caso seja observada a presença de sujeira durante a desmontagem, pode ser sinal de que um filtro é necessário.

 

Caso não haja sujeira nos componentes, mas haja nos fluidos, pode ser que haja uma falha no diafragma ou no seu conjunto. Após a limpeza dos componentes, a válvula pode ser reinstalada e a bomba pode voltar a funcionar.

 

Para evitar aumentar o tempo de inatividade da bomba, os usuários podem manter válvulas de ar sobressalentes de forma a agilizar o processo de manutenção e trazer mais eficiência para os processos. 

 

No caso da válvula piloto, deve ser analisada a necessidade de substituição dos anéis pneumáticos flutuantes auto vedantes. também é muito importante garantir que todas as passagens de ar estejam limpas antes de reinstalar os componentes.

 

Por possuir um design simples, as bombas pneumáticas de diafragma permitem que os reparos sejam realizados de forma simplificada em qualquer lugar.

 

Falhas no diafragma

 

Um dos principais indicadores de falhas no diafragma é a saída da bomba pelo escapamento. Quando isso acontece, é necessário que a bomba seja desligada, isolada por meio de válvulas de sucção e descarga e removida do sistema. Após a desmontagem e lavagem da bomba, é necessário inspecionar o diafragma em busca de:

 

Perfurações: verificar se algo contundente foi introduzido na bomba e causou algum corte ou furo. Nesse caso, um filtro de tela pode ser instalado na linha de sucção antes da bomba.

 

Arranhões: algumas pressões mais altas de entrada de fluido podem acabar causando marcas de arranhões na entrada de ar do diafragma, onde ele está em contato com a câmara interna da bomba, sendo mais comum quando a bomba está trabalhando com sucção inundada. Quando isso acontece, é necessário elevar a bomba para que a linha central fique mais próxima da linha de fluido, ou pode ser feita a instalação de um dispositivo de contrapressão para o amortecimento dos diafragmas.

 

Orifício central esticado: esse problema é causado por um valor de torque incorreto na placa externa do diafragma, de forma a fazer com que ela recue, ou até mesmo pressões muito altas na entrada de fluido. Nesse caso, é necessário ajustar para os valores de torque corretos.

 

Borbulhamento ou deterioração: esses sinais indicam reação química. é imprescindível consultar um guia de compatibilidade química antes de utilizar a sua bomba.

 

 

Conte sempre com a Duplação, seu fornecedor confiável para bombas pneumáticas.  Entre em contato pelo telefone (48) 3438-8484 ou e-mail vendas@duplacao.com.br e fale com nossos especialistas.

Calculando a taxa de fluxo da bomba pneumática de diafragma