Dicas práticas de instalação rápida para bombas de diafragma

Para obter o melhor desempenho das bombas pneumáticas, elas devem ser instaladas corretamente. As 3 dicas práticas neste artigo o ajudarão a obter o desempenho máximo da bomba.

 

Dica 1: Verificar a bitola e a pressão da linha de ar de entrada

A pressão do ar de alimentação da bomba desempenha um papel fundamental para obter o máximo dela. As bombas de diafragma operam na proporção de 1 para 1. Isso significa que que a pressão do ar de alimentação do motor da bomba está relacionada à pressão do fluido na saída da bomba. Exemplo: Se a pressão objetivo seja 100 PSI a pressão de ar comprimido deve ser de no mínimo 100 PSI.

A bitola da tubulação de alimentação da bomba está especificada no manual de instalação do fabricante. Como regra geral, pode ser manter a mesmo tamanho da porta de entrada da bomba. Nesse caso se a bomba possui uma porta 1/2″ a bitola da mangueira deve ser no mínimo ½”

O erro mais comum que os usuários cometem ao instalar uma bomba pneumática é instalar uma linha de ar comprimido muito restrita. Para resolver esse problema. Instale o tamanho correto da linha de alimentação e com um regulador de pressão próximo da bomba.

Dica # 2: inspecionando congelamento e restrições do abafador

Os abafadores são recomendados durante a operação das bombas de diafragma pois eles reduzem o ruído que pode ser bastante incomodo.

O motor de ar da bomba requer ar comprimido para funcionar. Porém, quando o ar comprimido entra na válvula de ar e os canais através da bomba para exaustão do abafador em alta velocidade, ocorrem mudanças rápidas de temperatura. Na exaustão do silencioso, a temperatura do ar está abaixo de zero C° e pode causar problemas como formação de gelo. Isso pode reduzir a eficiência da bomba. A sua rede de ar possui um nível alto de umidade.

Uma das soluções rápidas para reduzir a formação do gelo é baixar a pressão do ar da alimentação bomba.

Aqui estão adicionalmente algumas sugestões para eliminar esse problema:

 

  • Aumente o tamanho da bomba para operar em velocidades mais baixas
  • Retire o ar de exaustão para um local distante com um tubo de exaustão
  • Adicione um filtro de linha de ar com um coletor de água e drene para coletar a condensação.
  • Instale um aquecedor de linha de ar para aumentar a temperatura do ar de exaustão.
  • Ajuste a temperatura do ponto de orvalho de pressão com um secador de ar.

 

Dica 3: Garantir a tubulação adequada e tamanho de tubulação

 

Aqui estão algumas informações que o usuário deve saber sobre a tubulação da bomba:

 

Os diâmetros da tubulação de entrada e saída de fluido da bomba variam com base na taxa de fluxo necessária para operação.

Os tamanhos das mangueiras de entrada e saída devem ser os mesmos do tamanho da bomba

Exemplo: Se uma bomba de 1 polegada tiver uma mangueira de entrada de meia polegada, a bomba não será capaz de operar em capacidade plena sem o risco de cavitação.

Esse risco aumenta conforme a viscosidade do fluido é maior. Neste exemplo, a bomba de 1 polegada deve ter uma mangueira de entrada e saída de 1 polegada para evitar cavitação.

Também é recomendado que uma bomba pneumática seja instalada com uma mangueira flexível de entrada e saída. Deve se evitar tubulações rígidas. À medida que a velocidade da bomba aumenta, a vibração aumenta, o que pode aumentar os riscos de afrouxamento das conexões e como consequência o vazamento.

 

 

Conte sempre com a Duplação, seu fornecedor confiável para bombas pneumáticas.  Entre em contato pelo telefone (48) 3438-8484 ou e-mail vendas@duplacao.com.br e fale com nossos especialistas.