Você sabe como otimizar o funcionamento da sua bomba pneumática de diafragma?

Se você já possui uma bomba pneumática de diafragma ou está planejando adquirir uma, já sabe o quanto esse equipamento é versátil. Trazendo confiabilidade; segurança, flexibilidade e versatilidade, essas bombas são valiosas aliadas de quem busca um equipamento confiável para a sua empresa.

Contudo, mesmo que seja extremamente funcional, sempre é possível otimizar o seu desempenho, independentemente da sua aplicação. Veja a seguir, algumas dicas que preparamos para te ajudar nessa missão. Confira!

Utilize conexões do tamanho adequado

É muito importante se certificar que as conexões utilizadas na entrada e saída da bomba tenham o tamanho correto. Isso quer dizer que se você estiver utilizando uma bomba de duas polegadas, a tubulação deve ter a mesma proporção. Quando as conexões são menores, o fluxo da bomba pode ser afetado, assim como a longevidade do seu diafragma.

Garanta um suprimento de ar limpo

A qualidade do ar tem um papel fundamental no desempenho da sua bomba pneumática de diafragma. Quando o ar comprimido utilizado não é puro o suficiente, ou é muito úmido, tanto o funcionamento quanto a durabilidade da bomba podem ser prejudicados. Agentes contaminantes podem danificar as vedações e os diafragmas. Para evitar esse tipo de problema, você pode utilizar um filtro de ar ou regulador, além de manter a manutenção periódica do sistema de ar comprimido.

Fique de olho na sua bomba

Sabemos que cada planta é totalmente única, assim como as aplicações, tornando difícil identificar sinais que indiquem uma falha eminente na bomba pneumática de diafragma. Para conseguir calcular a durabilidade da sua bomba, é importante pesquisar sobre o seu funcionamento em aplicações semelhantes e acompanhar o seu desempenho ao longo do tempo, mantendo as paradas para manutenção sempre em dia.

Utilize acessórios

Alguns acessórios podem te ajudar a melhorar o desempenho da sua bomba pneumática de diafragma, como:

Conexões de fluido flexíveis: reduzindo a pulsação do fluido, esse componente pode te ajudar a reduzir a tensão, evitando vazamentos e danos.
Medidores de pressão: eles ajudam no controle eficaz da bomba e solucionam problemas de sistema (bloqueios, restrições ou flutuações de pressão);
Estabilizadores de entrada: instalados no lado de sucção da bomba, podem reduzir picos ou ondas de pressão de entrada;

Verifique o hardware

Sempre que uma nova bomba for instalada (ou reinstalada após um reparo), é importante verificar todos os apertos da bomba. Por conta da fluência do material, mudanças de temperatura e vibração, os componentes podem acabar se soltando. Para isso, é importante saber:

Ao realizar apertos, a bomba não pode estar sob pressão;
Caso a bomba não seja devidamente apertada, as vedações podem ser prejudicadas.

Tenha um protocolo de manutenção

Manter um esquema de paradas de manutenção ajuda a melhorar o desempenho e aumentar a vida útil da sua bomba. Além disso, quando algum reparo for realizado, é importante trocar todos os componentes. Dessa forma você pode reduzir os custos necessários para a desmontagem e indisponibilidade da bomba pneumática de diafragma.

Bombas pneumáticas de diafragma: plástico ou metal?bombas pneumáticas de diafragma